E- COMMERCE

0
9

O e‑commerce (sigla para “comércio automatizado”) promete facilitar a vida dos profissionais que trabalham com comércio eletrônico, permitindo que, a partir do uso de tecnologias como inteligência artificial e a automatização de processos, eles tenham mais tempo de se dedicar a questões mais estratégicas. “Essa tendência permite que eles foquem mais esforços inovativos, novos modelos de negócio e em como surpreender os clientes”, diz Sartori, da Accenture. Um exemplo disso é o uso do histórico do cliente para oferecer um “sorting” inteligente de produtos. Felipe Catharino, sócio-líder do segmento de Tecnologia da KPMG no Brasil, defende o poder de escolha não dito, no qual o cliente é exposto a opções predefinidas, não importa o canal. “Por que não automatizar processos já comuns para o cliente? Por exemplo, se ele compra todo mês uma ração e o assistente virtual do cliente já sabe disso, por que não já oferecer novas opções, verificar a satisfação e coletar outras métricas?”, questiona.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here